Qual o melhor tratamento para o TDAH?


Remédios ou terapia? Muitas dúvidas surgem quando os pais se deparam com o diagnóstico de TDAH. “Devo mesmo dar remédio de tarja preta para meu filho?” É uma questão muito frequente. Tentando encontrar respostas para essas questões muitas pesquisas foram feitas.

Um dos estudos mais importantes a respeito da terapêutica do TDAH foi o Multimodal Treatment Study (MTA Study), que analisou, por 14 meses de modo randomizado e cego, 579 pacientes com TDAH, de 7 a 9 anos, divididas em quatro grupos: 1- tratamento medicamentoso, 2-  tratamento comportamental intensivo (intervenção com pais, escola e criança, com envolvimento do terapeuta sendo reduzido ao longo do tempo), 3- os dois combinados, 4- abordagem comunitária. Todos os quatro grupos apresentaram reduções consideráveis ​​nos sintomas ao longo do tempo, com diferenças significativas entre eles em graus de mudança.

Para a maioria dos sintomas de TDAH, as crianças nos grupos de tratamento combinado e apenas medicamentoso mostraram melhora significativamente maior do que aqueles que receberam tratamento comportamental intensivo e de abordagem comunitária.

O tratamento apenas com remédios não diferiu do tratamento combinado (remédio + terapia), mas em vários casos (sintomas de oposição / agressividade, sintomas de internalização, habilidades sociais avaliado pelo professor, as relações entre pais e filhos, e realização de leitura) o tratamento combinado mostrou-se superior às demais formas de tratamento.

terapia

Pesquisas subsequentes, encontraram que os resultados da combinação dos tratamentos medicamentoso e psicossocial são superiores a qualquer dessas intervenções isoladas. Além disso, a melhora nos sintomas centrais do TDAH foi alcançada utilizando medicação em doses significativamente menores no grupo de tratamento combinado do que a administrada no grupo de tratamento exclusivamente medicamentoso.

Por isso, consideramos o tratamento do TDAH como multimodal. Assim, a associação da família, da escola, dos terapeutas e dos médicos é fundamental para que as medidas tomadas tenham melhor efeito.

Não deixe de ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *