Autismo e TDAH

No dia 02 de abril é comemorado o dia mundial do Autismo, criado pela Organização das Nações Unidas para conscientização sobre o tema. A denominação atual de “transtorno do espectro autista”, sugerida pelo DSM-5 , está associada a déficits persistentes na comunicação social e interação social em vários contextos, incluindo déficits na reciprocidade social, comportamentos não-verbais de comunicação utilizados para a interação social e habilidades de desenvolvimento, manutenção e compreensão das relações. Além dos déficits de comunicação social, o diagnóstico de transtorno do espectro autista requer a presença padrões restritivos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades (American Psychiatric Association, 2013).

autismo

Os transtornos do espectro autista e o TDAH são transtornos do neurodesenvolvimento, com início precoce na infância. Embora os sintomas principais de diagnóstico não justifiquem uma sobreposição entre esses transtornos, altos índices de comorbidade entre eles tem sido reportados na literatura. Taxas de TDAH em indivíduos com autismo variam de 28 a 78% (de Bruin et al, 2007, Ronald et al, 2009). Também elevadas taxas de sintomas autistas tem sido observadas em indivíduos com TDAH. Por exemplo, em um estudo recente de crianças com TDAH, que excluía casos com a comorbidade com transtornos do espectro autista, 7% das crianças apresentavam altos níveis de sintomas autistas subclínicos, enquanto que outros 59% mostraram dificuldades modestas relacionadas a sintomas autistas (Mulligan et al, 2009). Anormalidades de atenção (excessivamente focada ou facilmente distraída) são comuns em indivíduos com transtorno do espectro autista, assim como a hiperatividade. Além disso, crianças com autismo e crianças com TDAH parecem ter problemas similares: ambos apresentam maior irritabilidade, raiva e problemas de comportamento do que crianças sem transtornos, déficits de função executiva, a velocidade lenta de processamento, disgrafia, dificuldade de aprendizagem na expressão escrita, e problemas de coordenação. Crianças com autismo e crianças com TDAH costumam ter atraso de linguagem precoce e problemas de sono (Mayes et al, 2012).

Apesar das similaridades, a pesquisa recente de Mayes e coloboradores (2012) mostra que o TDAH e os transtornos do espectro autista podem ser distinguidos através de seus perfis de sintomas. O estudo envolveu 847 crianças com autismo e 158 crianças com TDAH, de 2 a 16 anos e aplicou um questionário (checklist) sobre sintomas dos transtornos do espectro autista, com 30 itens. Todas as crianças com autismo apresentaram 15 ou mais sintomas, enquanto que a média das crianças com TDAH foi de 4 sintomas. Quase todos os 30 sintomas foram encontrados em mais da metade das crianças com autismo, enquanto que nenhum sintoma estava presente na maioria das crianças com TDAH. Ao contrário, os sintomas de TDAH foram muito frequentes no autismo. Por isso, crianças com autismo podem ser erroneamente diagnosticados com TDAH. De fato, na prática clínica, as crianças eventualmente diagnosticadas com autismo muitas vezes têm um diagnóstico prévio de TDAH. Assim, é muito importante conhecer os sintomas dos transtornos do espectro autista e distingui-los dos sintomas de TDAH para melhor direcionar as estratégias de intervenção.

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Jucilene disse:

    Eu tenho dúvidas do diagnóstico meu finlho com autismo acho que é só imperativo

  2. Renata disse:

    Fácil de entender. Texto interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *